As maravilhas do mundo mané

Recebi por email esta coleção de 12 maravilhas do mundo mané. Para os visitantes de fora, mané (ou manézinho) aqui em Florianópolis não é uma ofensa, é o apelido carinhoso dado aos nascidos na Ilha de Santa Catarina. Deixe sua opinião! Qual destas maravilhas melhor representaria nossa cidade para uma próxima eleição de maravilhas do mundo?

EDITADO: Eu tinha falado que os créditos não foram concedidos já que o email veio sem identificação de autor/fonte. Poucas horas depois, os autores já se pronunciaram aqui nos comentários, me encontrando via Google (esse google anda rápido na indexação, não?). Trata-se de uma enquete organizada por um “grupo de jovens jornalistas e publicitários”, publicada no orkut (perfil c/ as fotos e texto, comunidade com enquete oficial). Participem da votação por lá, a idéia é, entre as 12, escolher 7, parodiando a “criteriosa” recente seleção das 7 maravilhas do mundo.

Estátua da Liberdade da Havan
1 – Estátua da Liberdade – Florianópolis, Havan – Pode ser admirada por todos que passam pela via expressa que dá acesso a Florianópolis. Um grande símbolo nacional (dos Estados Unidos) e um dos maiores cartões postais de São José, é conhecida como a “Casa Branca Brasileira” e, num gesto de diplomacia internacional, é praticamente batizada como a capital de Cuba. Quem diz que a mentira tem perna curta não conhece esta Maravilha do Mundo Moderno. Atualização: 4 membros de nossa comunidade denunciaram que a Estátua da Havan fica em Florianópolis, e não em São José como descrito acima. Nossa equipe de topógrafos, arqueólogos, geógrafos, escavadores e agrimensores esteve no local e comprovou a localização: 400m antes do pequeno córrego que separa a capital do mundo josefense. Comprovada a denúncia, a cidade de São José se encontra sem candidata ao título, uma grande perda.

 Estátua do Guga

2 – Estátua do Guga – ? – A mais misteriosa das maravilhas! A estátua de US$ 20 mil foi encomendada pelo grupo RBS e, diante da beleza da obra – comparada por muitos ao Davi, de Michelangelo – a família fez questão de devolvê-la. Maravilha do Mundo Bronzeado que poucos tiveram a oportunidade de admirar. Há boatos de que ela está escondida atrás da quadra nº 4 (de grama) da casa do tenista. Atualização: um membro da nossa comunidade descobriu a exata localização da Estátua do Guga (Latitude: 27°35’24.52″S, Longitude: 48°32’2.61″O) e nos enviou a imagem à direita. Notem que eles tentam acabar com a carreira do monumento, mas ele resiste, soltando as amarras que o prendem no submundo da escuridão, com gana de voltar a ser a estátua número 1 do mundo.

 

Estátua do Surfista
3 – Estátua do Surfista – Florianópolis, Praia Mole – Um dos principais pontos turísticos de Floripa, a Estátua do Surfista é a prova de que a cidade não é composta apenas por belezas naturais. Homenageia os devotos do esporte e de um verde que não é o estampado na foto. Diz a lenda que a mão direita do surfista está apertando algo, mas ele não vai acender agora.

Dinossauro de Santo Amaro
4 – Dinossauro de Santo Amaro – Barranco no caminho antigo para Santo Amaro – Que Steven Spielberg que nada. Muito antes do Jurassic Park todo mundo já pediu para o pai parar o carro e bater uma foto com a criatura. Uma das grandes atrações da cidade, cartão postal e Maravilha do Mundo jurássico. Sua localização sofreu alterações ao decorrer de sua existência. Aliás, é bom conferirem se ainda está por lá. Parece que ninguém quer o pobre dino adornando o seu jardim.

Monumento ao Pedágio
5 – Monumento ao Pedágio – Florianópolis, SC 401 – Instalado no final dos anos 90, o monumento homenageia a prática do pedágio de forma bem econômica: não cobrando nada. Serve como redutor de velocidade, pegadinha para gringo e obstáculo para apressadinhos em uma das principais rodovias do estado. Uma grande, luminosa e ociosa Maravilha do Mundo Desativado.

Aeroflop
6 – Aeroflop – Florianópolis, Av. Beira-mar Norte (in memoriam) – A aeronave NAMC YS-11 sofreu acidente na hora do pouso em Navegantes no dia 29/04/1977. Devido a sua estrutura interativa e realística, o Aeroflop era o ponto da gurizada no início dos anos 90 na capital. Foi sede de aniversários, festas, jantares e afins. Uma grande maravilha nostálgica roubada de nossa cidade. Hoje o Aeroflop está situado na BR-101, próximo a Porto Belo, no município de Tijucas e é chamado de “Pizzaria do Avião”. Aqui fica o apelo para que nos devolvam a velha e querida pizzaria. De tanto trocar de lugar o avião possui mais horas de estrada que de vôo.

Monumento ao Feijão
7 – Monumento ao Feijão – Florianópolis, cabeceira continental da ponte Pedro Ivo, ao lado do Portal Turístico – Como que um desejo de boas vindas aos nossos turistas, o Feijão Maravilha revela a diversidade do povo da nossa cidade. Como uma mistura de feijões, joelhos de porco, paio, toucinho e costelinha, os habitantes de Florianópolis não param de agradecer a representação artística. Grande candidato ao título, já que dez entre dez brasileiros preferem feijão. Há, porém, quem jure que a obra tenha um caráter subjetivo e que se trata do Monumento ao Rim. Ou aos doadores (e comerciantes, pois um desse tamanho vale uma grana preta) do órgão. (Outra opção: Monumento à pipoca Bilu)

Stonehenge da Praça XV
8 – Stonehenge da Praça XV – Florianópolis, Centro – Maravilha do Mundo Celta-açoriano o antigo calendário marcava os equinócios e solstícios pré-colombianos da Ilha da Magia. Hoje o Stonehenge da Praça XV é habitado pelos místicos da capital: ciganos, feiticeiros, mulheres da noite, desocupados e viciados na pedra perambulam e causam estranheza aos menos iluminados mortais. Nosso monumento não possui menires do tamanho do irmão inglês, talvez por causa da estatura de nossos primeiros habitantes – bem longe do porte de um Obelix. Quer saber se o nosso Stonehenge vai ganhar o título? Pergunte aos descendentes dos druidas que lá habitam. Eles têm todas as respostas.

Banco Redondo
9 – Banco Redondo – Florianópolis, Praça Etelvina Luz – Em um pedacinho de praça perdido num cruzamento, o Banco Redondo – e também a velha árvore, os orelhões, a caixa de correio, a mesa de xadrez, a caixa de luz e três postes -, faz destes 15m² um local deveras agradável para um momento de ócio e reflexão. Porém, todo o cuidado é pouco, pois tal momento não deixa de ser uma Maravilha do Mundo Suicida, diante do perigo de atropelamentos impiedosos. Importante referência geográfica da cidade, o Banco Redondo desnorteia os menos atentos que confundem a expressão “banco redondo” com “agência bancária arredondada” e, assim, direcionam a atenção para construções maiores. O projeto paisagístico é composto por um flamboyant que já não proporciona mais o abrigo ou a sombra de outrora devido à idade avançada e à calvície botânica. Quem nunca pensou em depositar sua poupança nesta querida Maravilha do Mundo Miúdo?

Memorial à visita do Papa João Paulo II
10 – Memorial à visita do Papa João Paulo II – Florianópolis, Centro – Analisem todos os elementos da imagem à esquerda e aqui fica o desafio: onde está a maravilha? (à direita o detalhe da placa). Localizado no jardim (in memoriam) desenvolvido por Burle Marx (in memoriam), alguns milhares de mangos foram investidos – pessoas cinzentas dizem “gastos” – com o obstáculo. Toda a família Wojty a residente na Polônia foi trazida à capital para a inauguração da pedra fundamental. Dizem que o interior da caixa de mármore esquecida é sagrado, com documentos, fotos e assinaturas que comprovam a seriedade do negócio (erguido 15 anos depois da visita do Papa à cidade). O grande problema depois da obra pronta será a perda de umas quatro vagas de estacionamento do jardim. Muito cuidado ao fazerem a feira no Direto do Campo para não arranharem seus automóveis, ou melhor, para não danificarem esta grande Maravilha do Mundo das Balizas Difíceis.

Ru�nas Públicas do Miramar
11 – Ruínas Públicas do Miramar – Florianópolis, Centro – Aí está mais uma grande obra de nossos governantes: ruínas públicas novas, pintadas e iluminadas para homenagear um local extinto à beira-mar (agora aterrado). Maravilha do Mundo Antigo, que se foi e voltou, tal como uma Atlântida rediviva, em forma de pilares zero bala.

Museu do Saneamento
12 – Museu do Saneamento, Florianópolis, Centro – Localizada ao lado das Ruínas Públicas, o Museu do Saneamento é mais uma obra em prol da preservação da memória catarinense. É um dos únicos museus do mundo que traz de volta tudo aquilo que já foi pelo ralo. Por outro lado, o monumento apesar de antigo está anos e anos na nossa frente, já que aborda um tema que aqui ninguém sabe direito pra quê serve: saneamento. Tanto que lá dentro provavelmente só são encontradas as quatro paredes da estrutura – o museu nunca abre, a não ser que arrombem a casinha. Museu do Saneamento, uma das Pequenas Maravilhas do Inacessível Mundo de Tijolinhos Amarelos.

15 pensamentos sobre “As maravilhas do mundo mané

  1. Caro Birkoff, navegando pelo google em busca de material sobre as nossas maravilhas, encontramos seu blog.

    Antes de mais nada, agradecemos a publicação e o apoio, porém temos alguns esclarecimentos importantes.

    A idéia das Maravilhas Mané surgiu de um grupo de jovens espirituosos (publicitários e jornalistas), inspirados na eleição das 7 Maravilhas do Mundo Moderno, claro.

    A ferramenta escolhida para a votação foi o Orkut que é de graça e quase todo mundo tem. Você encontra as 12 (limite de fotos do álbum) no perfil http://www.orkut.com/Profile.aspx?uid=7862752206408606516 e exerce seu direito de cidadão na comunidade com o mesmo nome. O powerpoint que circula por aí não é de nossa autoria, propaga a idéia, é verdade, mas infelizmente não chama ninguém para participar da enquete.

    Participem e divulguem a enquete.
    Obrigado.
    Votação 7MMM.

    Mais uma vez, parabéns pela idéia. Os créditos agora foram devidamente concedidos😉

    []’s
    Cristian

  2. Ricardo disse:

    E aquela cuia ridicula ao lado do feijão, na cabeceira da ponte? Esse não tem como ficar fora…

    Só copiei e colei, e me explicaram que outros candidatos, como este que você sugeriu, ficaram de fora pelo limite de 12 fotos do Orkut. Mas lá na comunidade tem outras sugestões muito boas que acabaram ficando de fora… Talvez numa versão 2.0 do concurso, por que não? É questão de falar com os autores e incentivar a idéia😉

    []’s
    Cristian

  3. Fernando disse:

    A Estátua da Liberdade da Havan fica em Florianópolis. Não em São José como informado.

    Corrigido, o pessoal da “organização” já tinha verificado isso e corrigido, faltou atualizar aqui…😉

    []’s
    Cristian

  4. vejo tudo e não morro! disse:

    1 panfletinho:

    “EXCLUSIVO: o Cansei nas palavras de uma fundadora”

    vejotudoenaomorro.wordpress

    abs!

  5. Leo disse:

    Muito boas observações. É engraçado porque captura o inconsciente coletivo de muitos moradores da ilha, q como eu, ficam perplexos diantes de tais maravilhas.
    Lembro-me de uma vez q acompanhei um amigo até uma serralheria na Palhoça. Ele havia encomendado uma armação de ferro.
    Para minha surpresa, deparei-me com a tal estátua do Guga jogada na terra, no quintal da serralheria.
    Me senti como o ator Charlton Heston naquela cena em q ele encontra a estátua da liberdade enterrada na areia, no filme O Planeta dos Macacos original.
    Abraços

  6. Ew! disse:

    a estátua do guga é a best ever!
    euhehuehuehue
    meo,liga não,sou exagerado mesmo!
    ehuehueuhehue

  7. Sobre o Dino de Santo Amaro: Sim, ele ainda está por lá. Mas na verdade pertence à Palhoça! O endereço do bicho é a Avenida São Cristóvão, no Bairro Alto Aririú.

  8. Vanessa disse:

    Não concordo com a escolha da Pedra Fundamental do Memorial ao Papa. Primeiro porque o projeto da Praça em Memoria à Visita do Papa e à Beatificação de Santa Paulina, com monumento, área de quiosque com informações turísticas, sanitários públicos e de lazer irá revitalizar todo o entorno que hoje é marginalizado por mijões que nao encontram banheiros públicos , carros e demais porcarias. O projeto propoe utilizar as pedras portuguesas utilizadas por Burle Marx, ou pelo menos fazer uma alusão as que lá estavam (sem defender o desmanche do projeto original)ántes que todas se transformem em areia. Além de enfatizar o turismo e não o grande amontoado de carros que nossa cidade está se transformando, deixaria o centro mais seguro e atrativo. É uma pena que o projeto não tenha ainda saído do papel.

  9. Otavio disse:

    Muito bom o artigo. Me identifiquei com o comentário da Praça do Banco Redondo pois sofri para achar a Rua Vitor Konder, visto que a orientação que amavelmente me deram era simplesmente subir a Mauro Ramos e dobrar na dita praça. Está, porém, faltando outro ponto de referência ótimo para atrapalhar que vem de fora: o paredão da Hercílio Luz. Se bem que o “Flopi” não fica muito atrás. Ou será que foram três pegadinhas que sofri quando cheguei nesta terra abençoada?

  10. Érica disse:

    Curioso me deparar com monumentos até então despercebidos e, até mesmo, ignorados. Vê-los agora, por outro ângulo, e por uma perspectiva tão espirituosa, assegurou-lhes afeto. Nunca mais o símbolo da Havan será negligenciado por mim! Ao deparar-me com ele, e com todos os outros, saberei que um dia, próximo ou distante, eles não mais serão coadjuvantes da ponte Hercílio Luz… E que fique dito!

  11. Sergio disse:

    Um dia eu estava no ônibus da Guarda e, quando ele passou na porta da “Capital de Cuba”, uma senhora persignou-se várias vezes e perguntou para a outra que estava sentada ao seu lado se ela também não ia rezar para a NOSSA SENHORA DA VIA EXPRESSA!
    Juro que foi verdade e tenho testemunha.
    Difícil foi segurar o riso até o terminal…

  12. andreza disse:

    O Dinossauro não fica em Sto Amaro
    ele se localiza em Palhoça no bairro Alto Aririú
    por favor corrijam o erro.
    Atenciosamente os moradores do bairro Alto Aririú
    que preservam este monumento.
    Obrigada.

  13. Ana Parizotto disse:

    Ri muito com o Banco Redondo. Moro na ilha a poucos anos e entrei nessa de procurar uma agencia bancária arredondada. Ótimo. Ri muito mesmo.
    Adorei.

  14. Fe disse:

    Floripa deveria capitalizar o Banco Redondo inscrevendo-a no Guiness como a menor praça pública do mundo. Parece besteira, mas vira atração turística fácil.

  15. Joni disse:

    O Dinossauro do Aririu da Palhoça, o item 4, desapareceu …. onde foi parar ?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: